» STCP - Volvo B9LA
 >> STCP >> Material Circulante >> 1201 a 1220


O parque de material circulante da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto é enriquecido em Agosto de 2010 com 20 novos autocarros articulados, movidos a gasóleo.
Adquiridos em sequência do concurso público internacional lançado em 14 de Julho de 2009 e ganho pela Auto-Sueco, o contrato foi estimado em cerca de 7 milhões de Euros, acordando a entrega ao transportador da totalidade dos veículos entre Março e Abril de 2010.

Dotados de um motor produzido pela Volvo (D9B), com aproximadamente 9400 cm3 de potência, desenvolvem uma potência de 360 cavalos às 1600 rpm, o que faz deles a série com maior potência nominal ao serviço da empresa.

Esta aquisição aumentou o parque de autocarros articulados em 66% (de 30 para 50 unidades), sendo no entanto inferior ao parque desta tipologia disponível entre o final dos anos 80 e 2005, cujo número ascendia a 65 unidades, todas equipadas com motorização Volvo B10M e carroçaria produzida pela fábrica de Vila Nova de Gaia, CAMO. Recorde-se que a escolha do construtor Volvo para esta aquisição, contraria a tendência das últimas duas décadas, onde os construtores MAN e a Mercedes-Benz forneceram a totalidade dos autocarros adquiridos nos anos 90 e na década seguinte.

A proposta alia a motorização Volvo a uma carroçaria urbana produzida em Vila Nova de Gaia pela Caetanobus, com um modelo inspirado no anterior fornecimento de autocarros à Carris. Porém, o resultado final diverge, uma vez que aqui se tratam de autocarros articulados. Esta série constitui o primeiro fornecimento de autocarros articulados da Caetanobus dos últimos 20 anos, que detêm à data um vasto portfólio no fabrico de carroçarias urbanas de um piso - inclusive presentes na STCP através das quase três centenas de veículos hoje em circulação e de diversos modelos - de carroçarias de dois pisos, presentes sobretudo em Hong-Kong, e um vasto currículo e expressão no segmento de longo curso, produzindo actualmente a Winner.


Previstos para linhas de forte procura e com o objectivo de reduzir custos operacionais, conseguidos através do ajuste da frequência através do incremento de lugares oferecidos, são colocados inicialmente nas linhas do corredor Bolhão - Areosa - Ermesinde (701, 702 e 703) e Gondomar através do 800. Porém, numa lógica de redistribuição da oferta, a linha 703 é reformulada e deixa de justificar veículos desta tipologia.
Em 2012 e 2013 estão presentes frequentemente nas linhas 200, 305, 701, 702 e 800, sendo menos regular a sua passagem na linha 305, factor que em parte pode ser justificado por alguns condicionalismos na circulação em ruas particularmente saturadas, e na linha 801, onde o seu aparecimento mais regular acontece em Julho de 2013 com a entrada em vigor dos horários de Verão, que libertaram alguns veículos deste modelo de outras linhas.

As linhas 701, 702 e 800 são também servidas por autocarros de dois pisos, que garantem uma eficiente capacidade de transporte. Tratando-se de autocarros que permitem transportar mais de 140 passageiros, a sua utilização ao fim de semana é mais restrita, estando as poucas unidades que estão em serviço, atribuídas à linha 200.
No entanto, em 2013 a alocação desta série de veículos sofre uma significativa alteração, uma vez que a STCP assegura desde Fevereiro a operação da antiga linha 94, Bolhão - Valongo, que é agora partilhada pela STCP (linha 700) e Valpi (V94) alternando os términos entre a estação de Valongo e Campo. Devido à elevada procura, a operação da linha 700 é reforçada ao fim de semana com veículos de dois pisos e com articulados Volvo B9LA, tal como acontece aos dias úteis. Em contrapartida a presença de veículos de maior capacidade no 702 é substancialmente reduzida. 
Porém, a forte oferta de operadores concorrentes neste eixo dita que a linha 700 tenha no decorrer de 2014 uma redução de oferta no que respeita a lugares oferecidos e os veículos articulados e de dois pisos sejam transferidos para outras linhas, ficando o 700 servido sobretudo por Mercedes-Benz O405N2 e O530, sendo menos regular o aparecimento destes autocarros.

Em Outubro de 2014, a presença da série 1200 é mais notória nas linhas 200, 701 e 800, cobrindo ainda parcialmente linhas como a 305, 500, 700 ou 801.

O potencial destes veículos é também colocado à prova em serviços para eventos ou reforços em dias festivos.
Em Maio, durante a Queima das Fitas do Porto prestam serviço durante cinco dias consecutivos, num serviço que se prolonga entre as 22h e as 7h da manhã, realizando rápidas ligações sem paragens intermédias entre o recinto do evento, paredes meias com Matosinhos, e a baixa da cidade ou a Areosa, em dois circuitos especiais que visam transportar o grande volume de estudantes que acorrem a este local. Parte do percurso é realizado através da A20 (Via de Cintura Interna), que não dispõe de nenhuma carreira regular, mas que é utilizada diariamente por dezenas de autocarros da STCP nas viagens em vazio entre as estações de recolha e os términos de diversas carreiras.

Em Outubro, por ocasião da romaria de Nossa Senhora do Rosário, em Gondomar, toda a linha 800 é dotada de veículos desta série, alocando no pico da procura do evento, o primeiro domingo de Outubro, cerca de 10 autocarros articulados. Antes do reforço do parque de veículos articulados com autocarros a gasóleo, e após o abate definitivo de toda a série 1000 (1000 a 1064), a estação de recolha de Francos assegurava os reforços desta linha, destacando autocarros a gás natural.



O interior dos Caetanobus Citygold CB518 alberga 48 lugares sentados, compostos por cadeiras produzidas pela espanhola Estéban, com o habitual modelo Urban90, a tipologia de cadeiras mais comum em autocarros urbanos carroçados em Portugal, e dispõe de espaço junto à segunda porta para o transporte de cadeira de rodas ou carrinhos de bebé. Também nesta porta existe uma rampa eléctrica, accionada pelo motorista através de um comando colocado no posto de condução, que permite o cómodo e rápido embarque e desembarque de passageiros de mobilidade reduzida.
O habitáculo é ainda dotado de ar condicionado e dois indicadores electrónicos com informação de próxima passagem e mensagens dinâmicas difundidas pelo sistema de apoio à exploração da STCP.

A série 1200, sendo constituída por autocarros movidos a gasóleo, está baseada na estação de recolha da Via Norte. O reforço da frota com estes veículos, aliado à reorganização da oferta e a entrada em serviço dos 15 autocarros de duplo piso, permitiu o abate de todos os veículos Mercedes-Benz O405 que se encontravam em serviço na cidade desde 1994/95.



   Login

User
Password
Relembrar Login
 
» Registe-se aqui !

   Pesquisa

Pesquisa avançada
   Sabia que...?

Durante a década de 1980, TAP destacou-se na reparação de aparelhos de outras companhias internacionais, sendo uma das mais conceituada mundialmente?

   Foto aleatória


© 2004-2014 Transportes XXI — Transportes & Mobilidade, todos os direitos reservados.
Os conteúdos presentes neste portal são da exclusiva responsablidade dos seus autores.
Acerca do Transportes-XXIMapa do portalContacto
desenvolvimento
desenvolvido por AlojamentoVivo