» Os serviços rápidos da CP - Comboios de Portugal

A criação de serviços rápidos remonta à criação do caminho-de-ferro. No entanto, em moldes mais contemporâneos, estes serviços só surgiram em Portugal no final da década de 40, quando a CP introduziu o comboio Foguete Lisboa – Porto com recurso às primeiras locomotivas diesel de linha que tinha acabado de receber (série 1500) e às novíssimas carruagens em inox da Budd, também elas importadas dos Estados Unidos da América.

A projecção dos serviços rápidos em Portugal deu-se depois em mais três etapas. Na década de 50 chegaram as automotoras Fiat da série 0500 que monopolizaram os comboios Foguete, e além de um serviço rápido proporcionavam também um serviço de qualidade, sendo inclusivamente os primeiros comboios a circular em Portugal com Ar Condicionado. Além do mais, eram comboios exclusivos de 1ª classe. A segunda etapa foi após a conclusão da electrificação da Linha do Norte. Em 1977, foram criados outros comboios rápidos para substituírem o Foguete (que agora era formado por carruagens Sorefame de 1ª classe e locomotivas eléctricas da série 2500 ou 2550). O Miragaia destacou-se de todos os outros, ao ligar Lisboa a Gaia em pouco mais de 3 horas, sem paragens, um tempo muito próximo do que é actualmente praticado pelo serviço Alfa Pendular. Finalmente, e para consolidação da imagem dos comboios rápidos em Portugal, a CP começou a operar o serviço Alfa Lisboa – Porto a partir da segunda metade da década de 80, recorrendo às novas carruagens Corail e às locomotivas da série 2600, aptas a 160kmh. Comboio aberto às duas classes e contando com um serviço de bordo melhorado, estes serviços destacaram-se durante mais de dez anos de serviço, sendo depois substituídos pelos Alfa-Pendular.
 

     

Entretanto a CP decidiu alargar a sua oferta de comboios de alta qualidade e performance a várias outras linhas do país. Assim, lançou ainda na primeira metade da década de 90 o serviço Intercidades. O conceito era fácil de perceber: ligar as maiores cidades do país entre si com comboios que permitissem ir e vir no mesmo dia, com poucas paragens, em condições de conforto melhoradas e com tempos de viagem mais reduzidos. Devido à falta de carruagens climatizadas, este serviço foi operado durante algum tempo com carruagens Sorefame com pintura verde. O serviço estendia-se desde a linha do Norte, às linhas da Beira Alta e Baixa, Alentejo e Algarve. A CP modernizou de seguida um lote de carruagens Sorefame, dotando-as de climatização e novos interiores, e autorizando-as a circular a 160kmh, equiparando as suas condições de marcha às Corail. A partir daí, o serviço Intercidades passou a ser exclusivamente assegurado com carruagens climatizadas, rebocados por locomotivas das séries 2600, 2620 e 5600 em tracção eléctrica e 1400, 1930 e 1960 em tracção diesel. O serviço estendia-se pelos eixos Lisboa – Porto – Braga / Régua, Lisboa – Covilhã, Lisboa – Guarda, Barreiro – Beja / Évora e Barreiro – Faro, tendo contado com um efémero serviço entre a capital e Leiria. Em 1999 iniciaram-se os serviços Alfa-Pendular, recorrendo a material pendular (série 4000), atingindo um máximo de 220kmh, projectado para ligar Lisboa e o Porto em 2h15 após a modernização da Linha do Norte.


É neste contexto que chegamos à actualidade. O quadro de serviços apresenta-se da seguinte maneira:

• Alfa Pendular Lisboa – Porto – Braga
• Alfa Pendular Lisboa – Faro
• Intercidades Lisboa – Porto – Guimarães
• Intercidades Lisboa – Guarda
• Intercidades Lisboa – Covilhã
• Intercidades Lisboa – Faro
• Intercidades Lisboa – Beja


Como se pode depreender desta lista, o serviço Intercidades na CP é um serviço próspero a ponto de não ter parado de evoluir. Conta com uma clientela fiel durante toda a semana, e suporta picos de tráfego impressionantes nos fins-de-semana e em altura de férias. Passamos de seguida à apresentação dos serviços actuais, com especial atenção a horários e preços, serviços de bordo e reserva de lugar. A acessibilidade a cada uma das estações, em articulação com outros meios de transporte, é um tema a desenvolver no futuro.


Os Serviços Actuais 


Actualmente a CP opera um conjunto de serviços rápidos cuja estabilidade e fiabilidade são uma imagem de grande confiança dada a todos os seus clientes e potenciais clientes.

O eixo atlântico que liga Braga a Faro é a coluna vertebral dos serviços rápidos oferecidos pela CP, sendo-o também no que toca à rede ferroviária nacional. É neste eixo que encontramos os serviços mais frequentes, mais rápidos e de maior sucesso comercial.


 

Serviços a Bordo

Os comboios rápidos da CP oferecem um bom número de serviços a bordo, que ajudam a elevar ainda mais a qualidade de uma viagem feita num desses comboios.

No serviço Alfa-Pendular, podemos encontrar serviços como refeições servidas no lugar em classe Conforto e levantadas no bar para a classe Turística (pequeno almoço, almoço e jantar). Possui portanto um bar, que tem uma boa variedade de produtos de cafetaria e pastelaria. Existem tomadas de 220V para ligar computadores portáteis e a breve prazo existirá também cobertura Wireless para Internet a bordo das composições Pendulares. Existem facilidades de acesso a deficientes, que incluem elevador para entrar no comboio, lugar específico e casa de banho adaptada. Além disto, existe informação sonora ao passageiro, canais de áudio nos lugares e televisão em todas as carruagens.

Desde o dia 12 de Março de 2006, é proposto um serviço de cabeleireiro ou maquilhagem (alternadamente consoante os dias), no comboio Alfa Pendular que deixa Lisboa Santa Apolónia às 05:55. Em sentido inverso, o comboio que parte de Porto Campanhã às 21:15 propõe um serviço de massagens. Estes serviços são oferecidos aos passageiros da classe Conforto, e aos passageiros da Classe Turística mediante a compra de um vale de 10 €.

Nos Intercidades, existem também o serviço de refeições servidas ao lugar com as mesmas características dos serviços Alfa-Pendular. Existe sempre uma carruagem bar, suficientemente ampla para tornar agradável a viagem enquanto se toma um café ou se come um bolo. Também existem informações sonoras ao passageiro.

Quer num serviço, quer no outro, as composições são totalmente climatizadas, assegurando desta forma um maior conforto aos passageiros.
 


Lisboa – Porto: A espinha dorsal 


Analisando o eixo Lisboa – Porto, e suas ramificações para Braga e Guimarães, deparamo-nos com um serviço de grande qualidade e com muitos horários disponíveis para viajar. Entre as 06 e as 21 é possível ter um comboio de hora a hora ligando Lisboa ao Porto, havendo 3 comboios Pendulares que prosseguem até à cidade dos Arcebispos, Braga, e um dos 4 Intercidades que segue até Guimarães. Em sentido contrário, entre as 6 e as 21 também existem comboios de hora a hora para Lisboa, sendo 1 dos Intercidades proveniente de Guimarães e 3 Pendulares vindos de Braga.


 

     

Todos os serviços Alfa-Pendular, em esmagadora maioria neste eixo, são operadas por composições pendulares adquiridas à Fiat Ferroviaria em 1999, sendo capazes de viajar nas curvas a maiores velocidades que os restantes comboios, por atenuarem o efeito da força centrífuga com o sistema de pendulação activa, e têm uma velocidade máxima em serviço comercial de 220kmh. O conforto a bordo é excelente e o serviço de bordo proposto pela CP é também de grande nível. Não espanta pois que estes comboios sejam um retumbante êxito, mesmo se as tarifas sejam de longe mais caras que aquelas que eram praticadas há uns anos nos comboios mais rápidos. Mas este eixo existe também o serviço Intercidades. Este é operado quase exclusivamente por carruagens Corail adquiridas em 1985, que ainda hoje constituem a principal referência a nível europeu (e quiçá mundial) em termos de conforto e qualidade de viagens. Por vezes, a CP tem a necessidade de reforçar estes comboios com carruagens Sorefame reabilitadas, que têm condições para os passageiros e de marcha equiparadas às carruagens Corail.

Os preços variam entre os 23,50€ e os 27,00€ para uma viagem em Alfa Pendular entre Lisboa e o Porto, e os 19€ de uma viagem num comboio Intercidades no mesmo trajecto, em segunda classe.


Eixo Lisboa – Faro 


Com a electrificação inaugurada em Junho de 2004, nasceu um novo eixo de grande dinamismo na CP. O eixo Lisboa – Faro atingiu finalmente a cidade de Lisboa, com a conclusão do Eixo Norte-Sul, e a CP desde logo quis capitalizar todos os proveitos que daí poderiam advir. Todos os comboios rápidos deixaram de ir ao Barreiro, passando a vir directamente a Lisboa, evitando deste modo o incómodo transbordo de barco no Barreiro.

Neste eixo de forte potencial turístico, a CP aposta num comboio pendular por dia entre Lisboa e Faro, cumprindo a distância em 3 horas certas. O serviço é completo por outros 3 comboios Intercidades, levando cerca de 3h30 e servindo ainda Setúbal. Pela qualidade e rapidez de serviço, a CP obteve nesta linha uma explosão no número de clientes, a ponto de ser necessário reforçar muito a capacidade das composições dos Intercidades e desdobrar as composições pendulares. No período de Verão, antevendo um aumento forte no número de turistas rumando às praias do Algarve, a CP aumentou ainda mais a oferta, com um comboio Intercidades em cada sentido.
Pode-se dizer que a linha do Sul recebeu um voto de confiança da CP e retribuiu com um êxito muito para lá das expectativas mais optimistas.


 


   

Aqui, os preços variam entre os 17,50€ dos Intercidades e os 19,00€ do Alfa Pendular, em segunda classe.


Ir e vir, no mesmo dia


Uma das campanhas mais famosas para o lançamento do serviço Intercidades foi sem dúvida aquela que punha em evidência uma das maiores virtudes do serviço. Poder ir de uma cidade a outra, e voltar, no mesmo dia. Esta é uma campanha que hoje ainda faz sentido nos eixos de menor procura, como Lisboa – Guarda, Lisboa – Covilhã e Lisboa – Beja.

Nestes eixos, o serviço Intercidades continua com a mesma filosofia com que foi criado. No eixo Lisboa – Guarda são oferecidos 3 Intercidades diários, um de manhã, outro ao início da tarde e outro ao início da noite. Quanto às outras duas linhas, existem dois comboios diários, um de manhã e outro à noite, em cada sentido. A qualidade do serviço prestado é, novamente, das mais altas, oferecido normalmente por carruagens Sorefame climatizadas, oferecendo condições para uma viagem agradável enquanto se vai de uma cidade para outra.

Quanto a preços, viajando em segunda classe, viajar de Intercidades entre Lisboa e a Guarda fica por 17€, entre Lisboa e a Covilhã e entre Lisboa e Beja por 15€.


 

     


 

 

Reserva de Lugar

A reserva de lugar é imprescindível nestes comboios, excepto os casos em que o passageiro embarca no comboio em estações onde as bilheteiras estejam fechadas, uma vez que todos os comboios rápidos têm lugares marcados.

Apesar de no início ser obrigatório ter as estações abertas para os passageiros poderem reservar o seu lugar, actualmente e por contenção de custos, há várias estações fechadas à hora em que passam os comboios, pelo que deixa de ser necessário fazer a reserva de lugar nessas estações. No entanto, o passageiro ao subir para o comboio, pode não ter lugar sentado garantido.


Para o futuro, pretendemos desenvolver as acessibilidades das estações que albergam os serviços rápidos da rede ferroviária portuguesa, em articulação com todos os transportes públicos existentes.






 


Última actualização: 19 de Março de 2006
Texto: João Cunha

   Login

User
Password
Relembrar Login
 
» Registe-se aqui !

   Pesquisa

Pesquisa avançada
   Sabia que...?

O parque da Metro de Lisboa é composto por mais de 330 carruagens?

   Foto aleatória


© 2004-2014 Transportes XXI — Transportes & Mobilidade, todos os direitos reservados.
Os conteúdos presentes neste portal são da exclusiva responsablidade dos seus autores.
Acerca do Transportes-XXIMapa do portalContacto
desenvolvimento
desenvolvido por AlojamentoVivo