» Locomotivas Eléctricas de Via Larga da Série 2500


Ano de Entrada ao Serviço: 1956
Número de Unidades Construídas: 15 (2501 – 2515)

Construtores:

Partes Mecânicas: Alsthom - Henschel
Equipamento Eléctrico de Tracção: Alsthom - Siemens
Transmissão: Alsthom

Potência: 2790 cv
Velocidade Máxima: 120 km/h

Introduzidas em serviço comercial em 1956, coincidindo com a inauguração da electrificação das linhas de Sintra e do Norte, as locomotivas 2500 foram construídas para assegurar, a médio prazo, os principais comboios ligando Lisboa ao Porto, sendo polivalentes o suficiente para cumprirem uma carreira regular diante de comboios de mercadorias.

Nos primeiros tempos, foram mesmo encarregues da tracção de comboios suburbanos nas linhas de Sintra e até ao Carregado. Com a expansão da electrificação da linha do Norte até ao Porto, passaram a efectuar os comboios de passageiros ligando as duas principais cidades portuguesas, substituindo vantajosamente também as locomotivas a vapor e diesel que tinham a seu cargo comboios de mercadorias neste eixo.

Ofuscadas depois pela chegada das 2550, com corpo inox e destinadas aos comboios mais prestigiosos, as 2500 cedo se tiveram que contentar com comboios de passageiros de menor prestígio e aos comboios de mercadorias.

Com a electrificação da Beira Alta, passaram a frequentar a Guarda, e também Vilar Formoso, onde alternaram durante os primeiros tempos entre serviços de passageiros e mercadorias. Com o fim desta série nos comboios de passageiros, em 1999, todas as unidades ainda em serviço foram dedicadas ao transporte de mercadorias.

Sofrendo muito com a idade, as 2500 palmilham toda a rede electrificada portuguesa traccionando comboios de mercadorias, atingindo lugares tão distintos como Mangualde, Sabóia, Entroncamento, Porto ou Lisboa.

A sua reforma total está prevista há vários anos, mas as sucessivas hesitações na compra de novas locomotivas eléctricas tem comprometido este plano, permitindo que estas locomotivas odiadas pelo pessoal da condução se mantenham ao serviço, apesar dos vários incidentes de exploração que têm protagonizado. É impossível de saber até quando estas locomotivas se vão aguentar em serviço, mas é certo que não podem resistir à próxima compra de locomotivas eléctricas novas por parte da CP.


   Login

User
Password
Relembrar Login
 
» Registe-se aqui !

   Pesquisa

Pesquisa avançada
   Sabia que...?

Portugal e Espanha são os únicos países da Comunidade Europeia onde as Velocidades Máximas permitidas a pesados de mercadorias Camião +

   Foto aleatória


© 2004-2014 Transportes XXI — Transportes & Mobilidade, todos os direitos reservados.
Os conteúdos presentes neste portal são da exclusiva responsablidade dos seus autores.
Acerca do Transportes-XXIMapa do portalContacto
desenvolvimento
desenvolvido por AlojamentoVivo