Notícias
Circuito de Natal no Porto
João Cunha | 14.12.2006

A STCP e a CarrisTur operarão em parceria a partir de amanhã, dia 15 de Dezembro, um circuito nocturno chamado "Porto a Brilhar". O serviço, operado com autocarros de dois pisos panorâmicos do serviço "Porto Vintage", tem como objectivo visitar a cidade do Porto e ver as iluminações de Natal instaladas na cidade do Porto. Até dia 06 de Janeiro, além dos trajectos diurnos habituais, o autocarro efectuará duas saídas nocturnas pela cidade, partindo da Praça da Liberdade às 20h30 e 21h30, excepto no dia 24 de Dezembro, dia em que este serviço não será assegurado.

O autocarro sairá da Praça da Liberdade e fará um percurso igual ao circuito "Porto Vintage" até à paragem da Casa da Música, de onde seguirá depois pelas Ruas de Carlos Xavier, de S. Paulo, de Júlio Dinis, Praça da Galiza, de D. Manuel II, de Alberto Aires Gouveira e da Restauração, onde retoma o percurso habitual na paragem "Alfândega Nova". Cada viagem dura aproximadamente 45 minutos.

Os bilhetes custam, para cada viagem, 5 Euros por adulto (crianças até 12 anos não pagam se integradas em grupo familiar). Os títulos são vendidos apenas a bordo do autocarro, sendo válidos para uma única viagem. No entanto, para aqueles que realizarem o circuito "Porto Vintage", poderão utilizar este serviço apresentando o bilhete do circuito diurno, que custa 10 Euros para adultos, e 5 Euros para crianças dos 4 aos 12 anos.

Além deste circuito nocturno, a partir de dia 15 serão introduzidas alterações no serviço diurno "Porto Vintage". Os bilhetes passam a ter uma validade de 24 horas a partir do momento em que são obliterados. Adicionalmente, todos os clientes que apresentarem a bordo um bilhete de qualquer outro circuito da CarrisTur (como em Lisboa, Funchal ou Braga), terão um desconto de 25% na compra de um bilhete para o "Porto Vintage", a bordo do autocarro.
   Login

User
Password
Relembrar Login
 
» Registe-se aqui !

   Pesquisa

Pesquisa avançada
   Sabia que...?

Os contentores de 40 pés podem ser estivados sobre dois contentores de 20 pés, mas o contrário já não é possível? Tal deve-se a limitações estruturais dos contentores de 40 pés que não possuem reforço central de modo a transmitir o peso depositado no seu centro por contentores menores.

   Foto aleatória


© 2004-2014 Transportes XXI — Transportes & Mobilidade, todos os direitos reservados.
Os conteúdos presentes neste portal são da exclusiva responsablidade dos seus autores.
Acerca do Transportes-XXIMapa do portalContacto
desenvolvimento
desenvolvido por AlojamentoVivo