Notícias
STCP apresenta última fase da Nova Rede
Leandro Ferreira | 01.12.2006
A STCP prepara-se para implementar a última fase da Nova Rede, que entrará em vigor já no primeiro dia do próximo ano.
A partir de 1 de Janeiro, todas as linhas operadas pela STCP passarão a ter uma designação composta por três algarismos, tal como já acontecia com mais de 20 carreiras, fruto do faseamento da nova rede.
As novas linhas dispõe de melhores ligações, pois todas rebatem a pelo menos uma estação do metro, e permitem o transbordo rápido e cómodo para outras carreiras, uma vez que os locais de interligação foram reforçados.


Apresentado ontem à comunicação social, o plano de reestruturação da rede assentou em diversas linhas-mestras, como a necessidade de eliminar a sobreposição com o metro, pois trata-se de um meio de transporte mais fiável e rápido; houve ainda um cuidado redobrado na concepção de percursos que permitam melhorar os tempos de deslocação e uma clara aposta na diversificação e flexibilização das opções de transporte.

As carreiras que vigoram ao abrigo do contrato Férmier (que consiste numa parceria entre a STCP e alguns operadores privados) irão manter a sua numeração actual, assim como as duas carreiras de eléctrico, passando apenas a contar com o duplo tarifário - Intermodal Andante e monomodal STCP - à semelhança de todas as outras carreiras.
Em algumas zonas, por dificuldades de adaptação das novas carreiras e devido à reduzida procura, serão criadas linhas de serviço local, denominadas Z's (inicial da palavra "Zona"), que estabelecem a ligação às restantes linhas da rede. As novidades neste campo surgem com a criação do ZL (Zona Lordelo), ZA (Zona Angeiras) e ZF (Zona Francelos), operando nos concelhos de Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia respectivamente.
Ao contrário do que sucede actualmente, em que existem diversos terminais dispersos e a esmagadora maioria das linhas termina no centro, muitas verão o seu término transferido para zonas de fácil distribuição geográfica, como é o caso do Hospital de S.João, que será término de 14 carreiras.


A nova rede será composta por 66 carreiras, sendo 2 de tracção eléctrica, 6 carreiras de serviço local e 8 em operação por operadores privados ao serviço da STCP.




As alterações são tão profundas que a empresa vai, pela primeira vez, recorrer a anúncios na televisão para informar, estando previstos um total de 47 spots. A par desta aposta, haverá uma divulgação em várias rádios totalizando cerca de 1400 spots de 20 segundos, assim como será publicado um caderno informativo de cerca de 50 páginas em dois jornais nacionais, com forte presença na região.
A comunicação externa vai mais longe, e 75 autocarros verão as suas rectaguardas integralmente decoradas com a nova rede e o tarifário sem contacto.

Na noite de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro, a STCP terá de vencer a árdua tarefa de substituir as cerca de 2600 placas de paragem que compõe a sua rede, de modo a que o cliente se famialize desde o inicio com os novos hábitos de transporte que tem de vencer.

A Linha azul, o site da STCP ou o Itinerarium.net são algumas das opções para esclarecer qualquer dúvida que possa surgir sobre as alterações que entrarão em vigor no próximo ano.






   Login

User
Password
Relembrar Login
 
» Registe-se aqui !

   Pesquisa

Pesquisa avançada
   Sabia que...?

Os contentores são mantidos nos seus lugares graças aos twistlocks? Tratam-se de pequenas peças colocadas em cada canto de cada contentor que o prende aos demais contentores acima e abaixo dele.

   Foto aleatória


© 2004-2014 Transportes XXI — Transportes & Mobilidade, todos os direitos reservados.
Os conteúdos presentes neste portal são da exclusiva responsablidade dos seus autores.
Acerca do Transportes-XXIMapa do portalContacto
desenvolvimento
desenvolvido por AlojamentoVivo